USE UM POLÍCIA PARA MOLHAR TIJOLOS

O título deste post pode parecer muito estranho... um polícia para molhar tijolos… onde é que já se viu isso?!...

É do conhecimento dos pedreiros e de um modo geral de todas as pessoas que conhecem um pouco da arte, que é de grande importância molhar os tijolos quando se está a fazer o levantamento de uma parede. O modo de fazer essa molha depende muito das condições atmosférica do momento e das condições em que se encontram os tijolos; se estão muito secos, ou se pelo contrário estão húmidos, se estiveram ao sol ou à  chuva, etc.

No caso de tijolos sem qualquer humidade, para além de se fazer a sua molha antes do assentamento é muito importante que se vão molhando as fiadas já assentes, antes de espalhar a argamassa para fazer o assentamento da fiada seguinte. Deste modo a massa estendida por cima dos tijolos acabados de molhar não puxa tão rapidamente, o que permite uma melhor ligação aos tijolos que se vão colocar por cima. Em paredes compridas não se deve estender muito a massa, pelo mesmo motivo, ou seja para que os tijolos sejam sempre colocados em cima da massa fresca.

Então, o que é que se utiliza para despejar a água em cima das fiadas já assentes? Um balde?... Um regador?...

Podia ser isso, mas não seria muito prático. Então é aqui que entra o polícia, mas não tenham medo que este não vai prender ninguém!...

Este "polícia" tem que andar sempre atrás do pedreiro. 
Este “polícia” não é mais do que um artefato artesanal que se faz recorrendo a uma qualquer lata, geralmente de um litro, ou litro e meio, à qual se aplica um pau que irá servir de cabo do recipiente. Com esse recipiente retira-se a água de um balde e despeja-se em cima da fiada de tijolos. Por outras palavras poder-se-á dizer que é um cabaço em miniatura. Para quem não saiba, cabaço é um antigo instrumento que servia para tirar água de um poço para fazer pequenas regas.

Mas, então por que é que se está a chamar polícia a isto e não se chama simplesmente cabaço?

Numa das empresas de construção civil por onde passei, o encarregado dava tanta importância ao ato de molhar as fiadas de tijolos que dizia que esse instrumento tinha, obrigatoriamente, de andar sempre atrás do pedreiro, assim como se fosse um polícia e por isso lhe dava esse nome. Aliás, esse encarregado não permitia que nenhum pedreiro andasse sem um polícia atrás e ele próprio se encarregava de fornecer esses artefatos ao pessoal. E estava sempre a recomendar que molhassem bem os tijolos, pois a água era como pregos que seguravam as paredes!...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário :

Postar um comentário