SOBRE NÓS

Dados sobre o autor  


O meu nome é José Alexandre Rodrigues Henriques e nasci em 1955, em cama de palha.

Iniciei o meu percurso profissional aos dez anos, após ter concluído a antiga 4ª classe da Escola Primária.

Todos os conhecimentos de que disponho foram adquiridos ao longo da vida em meio de trabalho ou, como é corrente dizer-se, na “Escola da Vida”.

Exerci variadas profissões que foram desde criado a operário fabril, de empregado de escritório a trabalhador da construção civil e a funcionário público. Pelo meio fui militar da Armada durante quatro anos, tendo nessa condição servido o país no tempo da ditadura e também na democracia, tendo vivido com grande intensidade a gloriosa revolução de Abril.

Foi durante o exercício dessa grande diversidade de funções que adquiri variados conhecimentos básicos, que tentei sempre aprofundar ao longo do percurso de vida pessoal.

É sobre esses conhecimentos e experiências adquiridas na “Escola da Vida” que venho falar no blog. São assuntos simples, conhecimentos práticos iguais aos que a maioria das pessoas adquirem no seu dia a dia.

Dados sobre o blogue

Este blogue não pretende vender nada a ninguém, quer sim e apenas transmitir conhecimentos e experiências de forma completamente gratuita O objetivo do seu autor é apenas este: partilhar os seus parcos conhecimentos, tentar ser útil para o leitor e ao mesmo tempo satisfazer o seu gosto pela escrita através dos relatos das suas experiências. Os anúncios que apresentamos na página são links patrocinados que, quando clicados podem, eventualmente, render alguns (poucos) cêntimos ao autor, mas o prezado visitante só deverá clicar em algum desses anúncios se tiver interesse em ver ou saber mais sobre o produto que anunciam. 

A maior parte do conteúdo do blogue é  completamente original e a sua linha editorial é, acima de tudo, apresentar todos os temas com a maior seriedade. É essa seriedade que tem feito desta página um sítio de referência e de credibilidade neste imenso mar de informação que é a Internet.

Muitos dos projetos que aqui apresentamos são feitos por nós, com recurso ao aproveitamento de materiais em desuso, tendo sempre em mente a procura da sustentabilidade e autossuficiência e também a defesa do planeta. Assim como não guardamos segredos sobre o sucesso de nenhum desses projetos, também não ocultamos o insucesso ou algo que tenha corrido mal. Se o prezado leitor quiser lançar mãos à obra e enveredar pela aventura de construir um projeto igual ou parecido aos que aqui apresentamos, deverá estar bem ciente de que o faz por sua conta e risco.

Nesta altura, o leitor poderá interrogar-se sobre o porquê do autor estar aqui a relatar conhecimentos tão básicos e a forma como realizou projetos com recurso a materiais encontrados em lixeiras, coisas que podem parecer até algo ridículas e sem grande interesse para a maioria das pessoas.

A razão é muito simples. Se o autor fosse um grande pintor ou um arquiteto falaria sobre arte ou apresentaria os desenhos de grandes edifícios ou lindos palácios… Como não é nada disso limita-se a falar apenas do pouco que sabe… e do muito que sente! …

Os artigos deste blogue são  originais e poderão ser usados livremente para fins didácticos. Sempre que copiar qualquer texto ou imagens mencione, por favor, o endereço da página nos seus trabalhos em suporte de papel. No caso de cópias para trabalhos online crie um link para o blogue.

Para outras situações por favor entre em contacto: 

Email: joalexhenriques@gmail.com




Política de privacidade


Este site pode utilizar cookies e/ou web beacons quando um usuário tem acesso às páginas. Os cookies que podem ser utilizados associam-se (se for o caso) unicamente com o navegador de um determinado computador.

Os cookies que são utilizados neste site podem ser instalados pelo mesmo, os quais são originados dos distintos servidores operados por este, ou a partir dos servidores de terceiros que prestam serviços e instalam cookies e/ou web beacons (por exemplo, os cookies que são empregados para prover serviços de publicidade ou certos conteúdos através dos quais o usuário visualiza a publicidade ou conteúdos em tempo pré-determinados).

Usamos empresas de publicidade de terceiros para veicular anúncios durante a sua visita ao nosso website. Essas empresas podem usar informações (que não incluem o seu nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone) sobre suas visitas a este e a outros websites a fim de exibir anúncios relacionados a produtos e serviços de seu interesse.

O Google, como fornecedor de terceiros, utiliza cookies para exibir anúncios neste site.

Com o cookie DART, o Google pode exibir anúncios para o usuário com base nas visitas feitas a este ou a outros sites na Internet.

O usuário pode desativar o cookie DART visitando a Política de privacidade da rede de conteúdo e dos anúncios do Google
O usuário tem a possibilidade de configurar seu navegador para ser avisado, na tela do computador, sobre a recepção dos cookies e para impedir a sua instalação no disco rígido. As informações pertinentes a esta configuração estão disponíveis em instruções e manuais do próprio navegador.


Comentários

  1. Parabéns pela simplicidade.
    Quem carrega o País são aqueles que transportam latas de massa de concreto às costas e até o momento, parece que o País ainda não sabe disso.
    Continue...

    ResponderExcluir
  2. Humano é aquele que não tem medo de expressar o que sente, mas a vontade de expressar o que vive

    ResponderExcluir
  3. joalexhenriques, voçê é um sábio. grande blog. continue............

    ResponderExcluir
  4. Parabéns meu caro. Já começava a estar farto de engenhocas sem sentido vindas especialmente do pessoal do Leste.Os seus trabalhos são concisos e funcionais.
    Outra coisa para mim muito importante MADE IN PORTUGAL.
    Não pare
    Vasco gama

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo blog!! Muito bom mesmo, adorei a parte de gerador de energia! Continue postando outros inventos. Obrigado!!

    ResponderExcluir
  6. Renato Valadão Sanches23 de março de 2014 14:04

    Parabéns Amigo... suas máquinas e experiências são de grande utilidade... Obrigado e um Forte Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato Valadão Sanches23 de março de 2014 14:14

      Um Forte Abraço daqui do Brasil ...

      Excluir
  7. Agradeço a todos os leitores que aqui têm manifestado o seu apreço pelo blog. São palavras assim que nos mostram que faz sentido continuar com este projeto. Tudo farei para continuar a merecer o vosso apoio.
    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  8. Muitos parabéns, muito sucesso e muito obrigada pela partilha!

    ResponderExcluir
  9. Muito legal Sr. Alexandre!!! Parabéns!!
    Por acaso, tens um projeto de telhado colonial de madeira roliça???
    Abç
    Sandro Castro - sandrocastro2012@hotmail.com
    Vitória - ES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Sandro, pelas palavras amáveis.
      Gostaria de ajudar ajudar no que referes, mas, infelizmente, não tenho nenhum projeto desses.
      Um abraço!

      Excluir
  10. Descobri hoje o seu blog. Parabens, espero voltar pois quero aprender coisas simples e úteis.
    Obrigado pelo seu trabalho,
    Cpmts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado e volte sempre. Fico contente se o blog lhe for útil.
      Um abraço.

      Excluir
  11. Muitos parabéns Alexandre pelo seu blogue.
    Estou a dar uma "olhada" na sua motoenxada.

    Continue e obrigado pelos ensinamentos

    José Silva

    ResponderExcluir
  12. Trabalho exemplar.
    Entrei por curiosidade e saio com a certeza que muito brevemente voltarei. A informação contida é muita e de grande qualidade.
    Estas paisagens não são do centro (Distrito Coimbra)? Gostava de trocar ideias consigo, você deve er uma pessoa espectacular


    Obrigado e continue. Eu sigo-o de perto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci-me da assinatura :)

      José Santos

      Excluir
    2. Obrigado, José Santos, pelas palavras amáveis.
      Muitas imagens contidas no blog, são de facto, da zona de Coimbra. Fico contente por ter gostado do blog e por saber que voltará.
      Um abraço.

      Excluir
  13. Prezado José Alexandre,
    Sou engenheira civil, brasileira, e amo seu blog (que está nos meus "Favoritos"). A maior Escola que existe é a da vida, não tenho a menor dúvida! Parabéns! Que Deus continue a iluminá-lo, sempre!
    Abraços fraternos,
    Mª Goretti Torres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada senhora engenheira Goretti,
      Agradeço imenso as suas palavras de apreço e fico também muito feliz por saber que gosta e segue o meu blog.
      A mensagem que deixou nesta página é, para mim, um grande motivo de orgulho e um enorme incentivo para continuar a escrever e partilhar os meus modestos conhecimentos.
      Desejo-lhe muitas felicidades e sucessos na sua vida pessoal e profissional.
      Um grande abraço!
      José Alexandre

      Excluir
  14. Por favor, poderia compartilhar comigo (ou vender) o "Projeto do Carregador de Baterias à Pedal"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho projeto, no entanto tenho um post no blog onde fiz a descrição da forma como foi construído e coloquei uma foto com indicação de todos os componentes e respetivas ligações: http://meioseculodeaprendizagens.blogspot.pt/2012/11/produzir-energia-pedalar.html

      Os meus cumprimentos e obrigado pelo contato.

      Excluir
  15. Parabéns vc reuniu tudo que eu imagino um dia fazer, assim que eu adquirir meu sítio, pesquisando na internet encontrei o seu site pode ter certeza já o adicionei aos meus favoritos.
    Olhas esse projeto que legal (http://www.groasis.com/) vc podia abordar a sustentabilidade em lugares desértico ou no nosso sertão. eu sou do Rio de Janeiro mas imagino um dia construir um sitio auto sustentável no sertão brasileiro. desde já parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Filipe. Obrigado pelo comentário.
      Vejo que temos ideias parecidas. A auto sustentabilidade é necessária e vc vai com toda a certeza concretizar esse seu sonho. Força nisso!

      Excluir
  16. Parabéns pelo excelente trabalho.
    Adorei o artigo acerca da Berliet Tramagal, adoro veiculos militares e nos meus tempos livres recupero carros antigos...pena viver numa ilha, senao ia ja busca-lo.
    Continue com o bom trabalho, muita saúde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Élio. Obrigado pelo comentário.
      O veículo de que fala acabou a sua vida útil a fazer transporte de madeira. É um trabalho muito digno, só é pena que tenha chegado àquele mau estado de conservação...
      Muita saúde e bom trabalho também para si.

      Excluir
  17. Olá , boa tarde . Eu também sou de 55 , 2136 / 76 , electricista . Da Pereira da Silva .
    Se por acaso conheceres alguém deste ano diz-me por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde. Obrigado pelo comentário.
      Saí da Marinha em Janeiro de 76 e, por isso, não conheço ninguém desse ano, mas em alguns posts deste blog estão imensos comentários de filhos da escola, se procurares é muito possível que encontres alguns, ou então no Facebook, onde se encontram grupos de quase todas as incorporações.
      Saudações navais!

      Excluir
  18. Boa noite Sr José Alexandre,
    Sou brasileira, Bióloga aposentada e adoro Permacultura, adoro estas maravilhosas construções primitivas com terra e pedras, que permitem a troca de energia. Muito obrigada por partilhar seu conhecimento. Na infância minhas família se envolveu com meu pai na construção da nossa casinha rural com pequeno terreno onde plantávamos bananas, mandioca, laranja, limões, goiaba, amora, abacaxi, abacate,colorau e morangos. A casa foi feita de tijolos de barro que moldávamos na forma e cozíamos no forno.Meu pai construiu as manilhas do poço que abastecia de água a propriedade, que ficava no estuário. Ainda não havia energia elétrica local e a iluminação era com lampiões. Obrigada por partilhar conhecimentos preciosos. Adorei e já este nos sites dos meus favoritos. Bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, cara doutora Maricene,
      É bom recordar os tempos da nossa infância. Nesses tempos tudo era feito à custa de grande esforço, a vida era bem mais difícil, mas agora que tudo é, em princípio, mais fácil adoramos recordar e reflectir sobre esse passado.
      Muito obrigado pelo comentário. Fico também muito contente por a ter como leitora. É uma honra para mim!
      Bom final de semana também para a senhora.

      Excluir

Postar um comentário