PENELA, DESTINO TURÍSTICO

Sempre gostei muito de Penela. Esta vila, vizinha da terra que me viu nascer tem, com os seus monumentos e a sua História, um misticismo que através da imaginação facilmente nos transporta ao passado. Parece sentir-se ali algo de diferente, quase sobrenatural, uma envolvência própria de sítios históricos, de locais onde se viveram acontecimentos que sobrevivem à letargia própria das coisas banais. Creio que esta atmosfera mítica tem sido inteligentemente aproveitada pela autarquia, que tem organizado ou apoiado a realização de eventos associados à sua riqueza histórica, que tem trazido muita gente a Penela, o que poderá fazer com que esta vila venha a ser considerada como uma importante referência turística do país, isto se não o for já.


Mas se é verdade que Penela tem óptimas potencialidades turísticas, não só pela sua História, mas também pela sua calma e belezas paisagísticas, não é menos verdade que para haver um aproveitamento efectivo dessas potencialidades é necessário que existam infra-estruturas de apoio, como hotéis, por exemplo…

Mas a verdade é que, pelo menos no que respeita ao turismo, Penela não deixa os seus créditos por mãos alheias e isso mesmo pude constatar no passado domingo, quando num dos meus habituais passeios de bicicleta, passei junto a um edifício antigo onde funcionou em tempos uma fábrica de papel, perto da Ponte do Espinhal, encostado à margem direita do rio Dueça, muito perto do I.C. 3, que está a ser restaurado para ser transformado em hotel. Este edifício que estava abandonado há vários anos e que tinha três ou quatro pisos e uma área bastante razoável, irá fazer parte de um complexo turístico onde serão englobadas outras valências, como um parque de campismo e um campo de férias.

Edifício da antiga fábrica de papel da Ponte do Espinhal que está a ser remodelado para funcionar como hotel

Foto do hotel em vias de conclusão. Imagem captada em Março 2012
O turismo poderá ser, se não uma tábua de salvação, pelo menos uma ajuda a pequenos concelhos do interior, como Miranda e Penela, que têm visto as suas indústrias a definhar ou mesmo a desaparecer nestes tempos de crise prolongada. Miranda do Corvo também tem estado a apostar no turismo e embora, na minha opinião, não tenha as mesmas potencialidade de Penela neste campo, luta com as armas que tem, sendo a principal para já, a Quinta da Paiva, onde têm sido construídas algumas valências turísticas e para onde também está também previsto, para breve, o início da construção de um hotel.

Mas Penela tem além deste edifício que está a ser transformado em hotel, outro não muito longe deste que, apesar da sua beleza arquitectónica e da história que certamente possui, está incompreensivelmente deitado ao abandono e muito degradado, o que é lamentável. Trata-se do palácio da Quinta da Boiça, situado junto à Estrada Nacional 110, também ao lado do rio Dueça, na margem esquerda, pertinho da povoação de Além d’Àgua, situada na margem direita. Não conheço a história deste palácio, sei apenas que pertence ou pertenceu a uma família de nobres; o que sei perfeitamente é que se encontra com este aspecto de degradação há muitos anos, pois passo por ali muitas vezes e sempre o conheci neste estado de abandono. É um pouco incompreensível que seja assim, e muitas vezes me tenho interrogado sobre os motivos que têm levado a tamanho desmazelo, pois este edifício poderia ter certamente utilidade para o concelho, a nível do turismo, dada a sua beleza e o valor arquitectónico que possui.

O palácio da Quinta da Boiça

Comentários

  1. Olá! Eu sou de Miranda e também muito me intriga este edifício. Quando o descobri não resisti e fui lá dentro bisbilhotar, quase há 3 anos. Hoje estive lá outra vez e vi que foram feitas "obras" de instalação eléctrica e canalização, mas uma coisa muito mal amanhada...
    marinapires79@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu acredito que para Penela o turismo não passa pela vila em si e muito menos por aquele hotel que construiram,não acredito que, na vila de Penela um hotel de 4 estrelas irá trazer muitos turistas.O turismo de Penela passa pelo turismo na serra e sou da zona e gostaria muito de ver o concelho a desenvolver mas os autarcas têm outro tipo de visão. Ficarei muito contente. Acho que Penela poderia aprender alguma coisa com os de Miranda do Corvo porque acho que a Quinta da Paiva está a fazer um trabalho excepcional para a zona.Num espaço de um ano já a visitei 2 vezes e agora quero voltar para ver o lince, o lobo e o urso que chegaram há uns meses atrás.

    ResponderExcluir
  3. Quando vi a quinta da Boiça fiquei apaixonada ....Tão belo aquele casarão!!!!! é uma pena deixarem-no naquele estado. Mas infelismente os proprietários deste e de outros edificios, preferem vê-los cair do que vender a preços muito mais baixos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é uma pena. Custa a crer como é possível que isto aconteça!

      Excluir
  4. mais informaçoes sobre a quinta da boiça:
    http://www.academia.edu/3426797/A_quinta_da_Boica_-_percursos_de_uma_propriedade_e_de_uma_familia

    @ritaki partilho o seu ponto de vista... acho que a muito a visitar, a apreciar e sitios onde sonhar bem longe da A 13...
    sou da carrega perto de penela, cresci em paris mas para mim o valor dos montes, dessa natureza é essencial. gosto de percorrer os seus recantos de bicicleta ou à pé. é um sitio magico mas muito pouco respeitado pela sua populaçao... acho que o povo deveria por a mao nisso, limpar as matas, cuidar dos rios e ribeiros, do seu patrimonio... é essencial.
    no meu ultimo dia de ferias tive uma prenda: vim uma raposa num dos terrenos do meu avozito :) isso para mim vale tanto!

    muito obrigada José pelo seu blog!

    com toda a minha simpatia

    Christelle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Christelle. Obrigado pela visita e pelo comentário.
      Tem toda a razão. Penela é uma vila privilegiada, não só pelo património histórico que possui, mas também por estar rodeada de belos montes, rios e vales, que lhe emprestam uma beleza ímpar. Também, como diz, é necessário cuidar dessa natureza, até para evitar catástrofes como os fogos que têm sido um flagelo na região.
      Espero que continue a visitar o blog, pois vou continuar a escrever sobre Penela e a sua região em futuros posts.
      Os meus cumprimentos

      Excluir
  5. Gostava de contactos dos proprietários

    ResponderExcluir

Postar um comentário