ERGUER AZEITONA MANUALMENTE E MAIS COISAS

A apanha da azeitona está cada vez mais mecanizada, seja na colheita propriamente dita como também na limpeza de folhas e pequenos ramos que, inevitavelmente, se misturam com os pequenos frutos. Agora, nos olivais é comum a utilização de varejadores mecânicos mais ou menos sofisticados, contrariamente ao que acontecia há alguns anos atrás em que as oliveiras eram varejadas com uma vara de madeira ou de bambu, embora o antigo método, mais arcaico, ainda seja utilizado por pequenos agricultores que possuem um reduzido número de oliveiras. Também a limpeza ou o erguer da azeitona, trabalho que tradicionalmente era feito manualmente, fazendo-se o lançamento da azeitona contra o vento a uma distância de vários metros, é agora efetuado com o recurso a máquinas, máquinas estas que já existem há muito tempo e que serviam e servem não só para erguer azeitona como também cereais, só que nem todos têm capacidade económica para as adquirir.

Apanha de azeitona
A colheita da azeitona normalmente é feita com frio e chuva. Este foi um ano atípico em
que o trabalho foi feito com muito calor. Pela primeira vez andei de calções a apanhar azeitona.

Erguer azeitona manualmente
Este trabalho devia ser feito em campo aberto, mas como não estava vento optei por fazê-lo aqui.

Eu ainda utilizo os métodos mais antigos seja para fazer a apanha da azeitona ou para fazer a limpeza da mesma. Como só tenho meia dúzia de oliveiras nunca ponderei sequer a hipótese de investir em equipamentos para realizar essa atividade. Há anos em que as oliveiras dão pouca ou nenhuma azeitona e, quando dão, a quantidade recolhida quase nunca chega sequer para marcar uma moagem no lagar, uma vez que para isso são exigidos, no mínimo, 350 kg de azeitona.

Foi o que aconteceu este ano, em que apenas consegui 175 kg de azeitona, tendo sido obrigado a fazer a troca da mesma, ou seja entregar a azeitona e receber em troca azeite que não era da minha azeitona. Sendo assim o lagar fez o cálculo da funda a 10%, tendo recebido 17,5 litros de azeite, de muito boa qualidade, devo dizê-lo. Por esses 17,5 litros tive ainda de pagar cerca de 13 euros, correspondentes a 0,75 euros por litro, acrescidos de 6% de IVA.

Depois de três dias de trabalho árduo, com as mãos e os braços arranhados e algumas dores nas costas, sabe bem saborear a comida temperada com este magnífico azeite proveniente da minha pequena safra (que, apesar de não ser azeite das minhas azeitonas, é como se fosse).

O vídeo que se segue mostra como foi a minha pequena safra de azeitona, feita, como já disse, de forma tradicional. No entanto, para quem quiser saber como se faz a colheita industrial de azeitona e também todo o processo de fabricação do azeite pode ver o outro vídeo que está editado de forma profissional e muito bem explicado, em bom português.


Artigos relacionados:

O outono é uma das estações do ano com mais trabalhos agrícolas a realizar nos campos. Começando logo no início da estação uma grande azáfama com as vindimas, a que se segue, quase de imediato, a apanha da azeitona. A safra da azeitona é uma das mais importantes tarefas agrícolas...  Continue a ler 

Depois do sucesso do artigo que escrevi com o título “Plantar árvores de fruto”, que já teve cerca de 8000 visualizações, decidi voltar ao assunto, falando agora da poda das árvores. Tal como fiz no artigo anterior não quero de modo algum assumir-me como um expert na matéria, quero apenas transmitir os conhecimentos que adquiri desde que, há cerca de doze anos atrás, fiz a plantação do pomar...  Continue a ler
TALVEZ GOSTE TAMBÉM DE...

Comentários