BEBEDOURO AUTOMÁTICO PARA GALINHAS


No meu depósito de sucatas tenho, entre outras coisas, vários autoclismos que por avaria ou por outro motivo qualquer deixaram de ser usados. Ao olhar para um desses artefactos lembrei-me de que poderia utilizar o boiador que controla o nível da água, na construção de um bebedouro para galinhas.

Inicialmente pensei em utilizar um desses autoclismos na totalidade, sendo que este ficaria situado fora do galinheiro, seguindo depois a água para o bebedouro através de um tubo. Esta era uma maneira muito fácil de realizar o projeto, o único inconveniente era que desse modo a água no bebedouro teria que ficar ao mesmo nível da água do autoclismo. Isso não era um grande problema, bastava colocar o bebedouro no local onde ficaria fixo e depois instalar o autoclismo ao mesmo nível do bebedouro de modo que se pudesse subir ou descer um pouco, em caso de necessidade. Esse método permitiria, caso fosse um galinheiro muito grande fazer uma canalização para instalação de vários bebedouros que seriam controlados todos pelo mesmo autoclismo, tendo que estar, claro, todos ao mesmo nível.

Mas eu não segui essa primeira ideia e resolvi instalar a boia que retirei de um autoclismo, dentro do próprio bebedouro. Para isso utilizei um prato de plástico, daqueles que servem para colocar no fundo dos vasos de flores e uma vasilha circular de cinco litros. Recortei o prato para rebaixar um pouco a vasilha ou balde, de modo a que a água fique um pouco mais funda no centro do bebedouro para que a boia tenha profundidade de água suficiente para funcionar.





Fiz também um orifício para servir de esgoto para escoar a água suja e fazer a limpeza do bebedouro. Por debaixo desse orifício coloquei um tubo de pvc que foi colado ao fundo e depois selado com silicone. Selei também a área em volta do balde  e depois, aproveitando uma tira de plástico com cerca de 8 cm de largura de uma velha bacia rodeei o prato e enchi o espaço vazio que ficou no meio, com massa de cimento e areia para dar maior resistência ao bebedouro e também para que este ficasse mais pesado. Aproveitando a oportunidade cravei três pedaços de tubo de pvc na massa de cimento. Esses tubos servem como pernas do bebedouro.


No balde apliquei então o sistema de controle de nível de água do autoclismo, mas este teve que ser alterado para poder funcionar no espaço reduzido do balde.

O bebedouro foi ligado à água de um depósito, uma vez que não tenho água canalizada na chácara, mas creio que poderia, sem problemas, ser ligado à água da rede.

Bebedouro automático para galinhas em funcionamento
O bebedouro em funcionamento
Para além da vantagem do abastecimento de água automático, este bebedouro tem também a sua limpeza facilitada, pois basta tirar a tampa do esgoto para escoar a água quando esta estiver suja e depois, se necessário, passar com um pincel em volta do prato do bebedouro para retirar alguma sujidade que esteja agarrada. 



Comentários