O 1º DE MAIO DE 1974

O que se passou em Lisboa no 1º. De Maio de 1974, o primeiro dia do trabalhador festejado em liberdade, depois de 48 anos de um regime opressivo, é impossível de descrever apenas com palavras. Só quem lá esteve e participou nas grandiosas manifestações de alegria de centenas de milhares de pessoas, unidas pela mesma bandeira e pelo amor à pátria, pode ter na sua mente as fabulosas imagens desse dia. Foi um autêntico espectáculo de magia, luz e cor. Ali não existiam partidos, as palavras de ordem eram as mesmas para toda a gente: “o povo unido jamais será vencido”, era o slogan que saía das gargantas sedentas de paz e liberdade daquela imensa multidão.
Os militares eram os heróis desse dia. Milhares de cravos vermelhos eram oferecidos aos soldados e marinheiros, que participavam na festa de mãos dadas com o povo. Era uma fantástica mistura de cores, com muitos milhares de bandeiras vermelhas e verdes em agitação frenética, e as boinas brancas dos marinheiros ondulando naquele mar de gente. Foi, de facto, um dia memorável que jamais esquecerei.

Comentários