Projeto blog


Quando criei este blog não tinha qualquer experiência de comunicação na Internet. Como já disse em outros posts do blog, ele foi criado quando andava entusiasmado a escrever o meu Portefólio de Aprendizagens. Achei que tinha coisas interessantes para mostrar, entre as quais sobressaíam os meus “Projetos Caseiros” e, de facto, alguns desses projetos e também artigos que foram adaptados do Portefólio têm sido as grandes portas de entrada de visitantes no “Meio Século”. O título do blog, “Meio Século de Aprendizagens”, deriva de Portefólio Reflexivo de Aprendizagem, um livro onde fiz a reflexão das aprendizagens e conhecimentos adquiridos durante meio século e daí o nome deste espaço.

Mas, um blog para ter visibilidade na Internet precisa de ser constantemente atualizado e, para isso, o “Meio Século” teria forçosamente de vir para aquém do passado e procurar transmitir conhecimentos adquiridos no presente e, entre esses, apresentar novos projetos caseiros entretanto concluídos. E a verdade é que já com o blog em pleno funcionamento, concluí alguns novos projetos dos quais destaco:


Este barco construído com materiais reciclados foi um dos últimos "projetos caseiros" que realizei.

Tenho outros projetos para desenvolver, tudo coisas sem grande importância, mas que podem ser úteis a muitos leitores, até porque de coisas importantes já muita gente fala e a importância das coisas não se mede pela importância de quem delas fala. Mas, para desenvolver esses pequenos projetos, é preciso tempo e depois é necessário elaborar o artigo com fotos e/ou vídeos e publicá-lo, o que também dá muito trabalho.

Então, dei comigo a pensar: … E o blog? Não é ele também um projeto caseiro?

De facto, este blog é um projeto pessoal próprio que funciona como um livro de registos, ou uma base de dados de todos os outros projetos.

Mas, a necessidade de atualização do blog e a vontade de escrever não se compadecem com o tempo que leva a construir um pequeno barco, um gerador, ou a fazer um qualquer trabalho que mereça ser contado. Por isso, ao mesmo tempo que vou desenvolvendo novos projetos, vou fazendo pesquisas sobre locais, factos históricos, ou grandes obras em construção para atualizar este espaço, com a certeza de que tudo isso não foge da sua temática e são trabalhos totalmente originais.

Um blog é um projeto em constante evolução, que exige muito empenho e dedicação para que possa ter alguma credibilidade e relevância e para despertar o interesse de quem procura na rede pelos assuntos de que trata. Para isso é preciso que o visitante ache que o conteúdo do blog é bom o suficiente para que se dê ao trabalho de o ler, porque ninguém vai perder tempo com coisas que não façam sentido ou com textos mal escritos. Depois é preciso dar atenção ao visitante, respondendo às suas questões, pois um comentário não respondido, principalmente se tiver implícita uma pergunta, pode afastar definitivamente esse leitor.

Imagem atual do cabeçalho do blog.
Tudo isso envolve muito trabalho o que pode tornar o sucesso de um blog bastante demorado, ou até inalcançável se não houver disponibilidade de tempo e dedicação e faz de um projeto desta natureza um grande desafio, com graus de dificuldade variáveis, porque as dificuldades dependem de vários fatores que estão inerentes ao tipo de blogs criados e às pessoas que os criam e desenvolvem, mas uma coisa é certa: se fosse fácil não seria tão aliciante.

De qualquer maneira, um projeto como este está ao alcance de qualquer pessoa. Quando eu, que apenas comecei a trabalhar com computadores um ano antes de criar o blog e me meti nesta aventura sem qualquer experiência, tenho conseguido, devagarinho é certo, fazer crescer o blog, qualquer um o conseguirá.

Qualquer projeto que idealizamos tem a sua finalidade. Ela pode ser a de algum modo melhorar a nossa qualidade de vida, facilitar o nosso trabalho, simplesmente para adquirir conhecimentos, ou até para ganhar dinheiro. E a verdade é que este projeto, que iniciei apenas com o fito de partilhar conhecimentos e experiências e por gosto de escrever, também dá para ganhar algum dinheiro; muito pouco convém que se diga, mas atendendo a que ele não foi criado inicialmente com essa finalidade, nem é essa agora a sua finalidade principal, só posso estar satisfeito com esse bónus. Afinal, num projeto desta natureza consegue-se juntar o útil ao agradável e esse é mais um incentivo para continuar e também, de algum modo, uma recompensa pelo trabalho efetuado. Numa altura de dificuldades, em que o trabalho não abunda, para quem tiver gosto pela escrita e alguma coisa para dizer, porque não considerar levar a cabo um “projeto blog”. Na Internet encontram-se imensos sites e blogs que, com muita competência, orientam os iniciantes na criação de um espaço onde pode dizer o que lhe vai na alma.

Comentários