CARREGADOR DE BATERIAS A PEDAL


Carregador de baterias, com a utilização de uma bicicleta
de ginástica e um alternador de automóvel
Os meus artigos, Gerador Eólico Caseiro e Gerador Eólico com Alternador de Automóvel, são as páginas mais visitadas deste blogue. Em relação ao segundo artigo cheguei à conclusão de que fui bastante negativista em relação ao que escrevi porque, entretanto, fiz novas experiências com a minha maquineta que construí para carregar baterias utilizando uma bicicleta estática.


É que o tipo de bateria que se pretende carregar tem muita influência no esforço exigido para o seu carregamento, para além de que se essa bateria estiver com muito pouca carga é necessário também maior esforço para o carregamento. Agora utilizei uma bateria mais pequena e considero que o esforço para pedalar não é exagerado.

O arranque do alternador é um pouco mais difícil e é por isso que para ser feito através do vento, com uma pequena turbina eólica como a que eu construí, só com umas grandes pás, ou então com ventos fortes. Tenho recebido algumas sugestões que passam pela modificação do alternador (de notar que os alternadores que apliquei no gerador eólico e na bicicleta são iguais) e também a utilização de outro tipo de geradores, mas ainda não me decidi por nenhuma dessas alternativas, pois estou bastante céptico em relação a um possível sucesso do aparelho, pois ficaria sempre dependente do vento, que nem sempre é constante nem sopra com força suficiente.

Em relação à maquineta a pedal, creio que me vai ser bastante útil, apesar de não gostar muito de estar a pedalar parado, mas nos dias frios e chuvosos de inverno pode ser uma boa alternativa para manter a forma. Segue-se um pequeno vídeo demonstrativo do seu funcionamento.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários :

  1. Gostei da engenhoca, bem bolada. E também gostei muito do blog. Vou acompanhar!

    Beijoca!

    ResponderExcluir
  2. Só de o ver a pedalar, já me senti cansado lool
    Quero ver a próxima engenhoca que vem aí (-_-)

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. Estou com um projeto semelhante ao seu, mas deparei-me com uma força tremenda quando o alternador é excitado... mesmo sem estar ligado a nenhuma bateria. Tenho um alternador Valeo 12V 60A. Será que se arranjar um com, digamos, 30A, a resistência baixa? Obrigado. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho algo estranho o alternador, sem estar ligado a nenhuma bateria, oferecer tanta resistência uma vez que a excitação do alternador só acontece com alguma energia que recebe da bateria. Sem estar ligado deve girar livremente. Não tive oportunidade de verificar, mas penso que o alternador que estou a usar e que era de um Renault 9 deva ser de 75 amperes. Consegue-se pedalar sem grande esforço, mas deve ter em atenção que a multiplicação de velocidade para atingir maior número de rotações no alternador não deve ser exagerada, pois se isso acontecer vai obrigar a um maior esforço nos pedais.
      Os meus cumprimentos e obrigado pela visita e pelo comentário.

      Excluir
    2. Peço desculpa pelo lapso, o alternador so oferece resistencia quando ligado a uma bateria. Mas testei uma com 80A 6,5Ah para um Passat e outra com 9A para uma Vespa 125cc. Ambas as resistencias foram consideráveis. Penso que o problema deverá ser da desmultiplicação que fiz, como referiu. Já estou a alterar uma das rodas. Obrigado.

      Excluir
  4. Olá José, não entendo muito do assunto, mas quero montar algo do tipo, veja se pode me ajudar com os detalhes técnicos... costumo pedalar de 5 a 10k 3 vezes por semana, comprei um aparelho para fixar a minha bike e pedalar parado, já que tenho o costume de pedalar queria aproveitar a energia gasta e ver se consigo ter bateria para ligar por exemplo um monitor de computar a Led, já que tem baixo consumo será que uma bateria aguentaria alimentar o monitor por uma ou 2 horas ??? minha ideia seria comprar os produtos então preciso saber o que comprar para n ter disparidades. Pensei em comprar uma bateria de 100A, um alternador de carro que carregue essa bateria e um transformador para converter a energia da bateria para 110v. O monitor que tenho consome 21W/h, n sei bem como vai ser o consumo da bateria convertendo a energia de 12v para 110v. Se preferir ( e principalmente se puder me ajudar ) pode me passar e-mail wagnerdesg@hotmail.com

    Tks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro visitante, obrigado pela participação.
      Se pretende pedalar parado, uma bicicleta estática, idêntica à do vídeo poderá ser uma boa opção para fazer a transmissão para um alternador, uma vez que tem o volante que se presta para ligar a correia. No entanto precisará de arranjar um sistema para multiplicar as rotações do alternador, para que possa tirar rendimento do mesmo. Com uma bicicleta normal também é possível fazendo a transmissão ligando uma correia ao aro da roda traseira, mas é capaz de ser mais complicado. Neste caso teria a vantagem de não necessitar de um multiplicador de rotações em virtude do diâmetro da roda ser bastante maior.
      Certamente que irá conseguir alimentar um monitor com energia da bateria fazendo a sua conversão para 110v e poderá juntar o útil ao agradável que é praticar exercício físico e ao mesmo tempo estar a produzir energia.
      Uma maquineta igual à minha é muito fácil de fazer, basta chumbar as aplicações para suportar o alternador e o multiplicador de velocidades, numa pequena placa de cimento e fixar a bicicleta de modo a que a correia se mantenha esticada. Brevemente irei fazer um post explicando detalhadamente a forma como eu construí a maquineta.
      Os meus cumprimentos.

      Excluir
    2. A bike é fixada a um rolo de treino ( ver foto em http://www.dhbrasil.com.br/forum/uploads/monthly_10_2010/post-11400-1287782454.jpg ), pretendo colocar uma correia ligando o rolo ao alternador, a idéia multiplicar a rotação é boa a principio vou testar com o sistema original, como fico coisa de 30 minutos pedalando a uma velocidade de 18 a 25 km/h acho que será o suficiente tendo em vista o seu video que carregou bem a bateria com pucos minutos, se n ficar bem eu coloco uma roldana maior no rolo e vemos no que da... fico no aguardo do seu post com os detalhes de voltagens para poder comprar os equipamentos corretos... vlw abs

      Excluir
  5. pra fazer um carregador com um alternador tem que ter uma combinação de polias, entre força e velocidade, se não e´quase impossivel, a não ser que ao invés do alternador colocar um dinamo 12 volts de carro ou trator, ai sim vai ficar bem + leve pra tocar. Abçs

    ResponderExcluir
  6. ola José Alexandre Henriques gostei muito os projetos legal vou aprender muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jorge. Fico contente por ter gostado.
      Obrigado!

      Excluir
  7. Actualmente, muito útil!
    Obrigada pela informação, de facto a aprendizagem é interactiva!
    Gostei muito...
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado sou eu, Maria, pela visita e pelo comentário.
      Volte sempre!

      Excluir