SUBSTITUIR EIXO PEDALEIRO

Ainda há pouco mais de um mês relatava no blog em “substituir cubo e enraiair roda de bicicleta”, a substituição forçada do cubo de uma roda de trás e dizia também que um dos maiores problemas das bicicletas baratas eram as folgas que surgiam nos eixos das rodas e do centro pedaleiro. Nessa altura, na mesma bicicleta, já notava alguma folga no eixo pedaleiro, mas estava longe de imaginar que na mesma bicicleta e apenas após cerca de meio ano de uso e algumas poucas centenas de quilómetros percorridos este componente teria também de ser substituído.

As folgas no centro pedaleiro começaram a surgir logo aos primeiros quilómetros e ainda tentei fazer o seu ajuste apertando um pouco a caixa das esferas do lado esquerdo, pois que é regulável, mas esse aperto apenas disfarçou o problema e acabou por agravar a situação, pelo que fui obrigado a retirar os crenques e desmontar o eixo para ver o que se estava a passar.

À esquerda está o bloco com rolamentos selados que apliquei em substituição do conjunto à direita na imagem. O eixo pedaleiro está sujeito a  grande esforço e este sistema de rolamentos, com as esferas encaixadas naquela peça circular,  normalmente não aguenta  grandes esforços ou, pelo menos, este não aguentou.  

O conjunto de esferas do lado da pedaleira já se tinha desconjuntado, estas tinham saído do sítio e provocado uma estria no eixo, que o inutilizava. Se as esferas tivessem sido montadas individualmente sem virem metidas naquele círculo metálico, provavelmente o conjunto aguentar-se-ia melhor. Antigamente as esferas rodavam em volta das caixas e do eixo sem aquele artefacto e o sistema funcionava melhor. Sinceramente, acho que aquilo só serve para a montagem fácil do conjunto, porque de resto só prejudica.

Ainda estive tentado a comprar apenas o eixo, montando-o nas mesmas caixas com as esferas livres daquele empecilho, mas considerei e achei que o melhor era gastar um pouco mais adquirir um bloco selado para evitar futuras folgas no centro pedaleiro, folgas que são sempre desconfortáveis.

Este trabalho de substituição do eixo pedaleiro é fácil de fazer desde que se usem as ferramentas apropriadas. A retirada dos crenques pode ser um pouco mais complicada pois às vezes parece que ficam colados ao eixo, mas, tirando isso, o resto faz-se bem desde que se observem alguns pormenores. Por exemplo, para desmontar a caixa do lado da roda pedaleira (lado direito) esta deve ser rodada para a direita, ao contrário o que acontece com a maioria das roscas em que desapertar é para a esquerda.

O eixo que vamos montar em substituição do anterior deve ter as mesmas medidas para evitar possíveis problemas com o alinhamento da corrente. No caso da aplicação de um conjunto blocado deve-se ter em atenção a sua posição. A letra R indica que esse lado é para a direita e, portanto, o conjunto deve ser enfiado pelo lado direito e enroscado primeiramente nesse lado do quadro.

A peça que depois é enroscada no lado esquerdo, pelo que observei serve apenas para centrar e fixar o bloco e, talvez por isso, ela pode ser de plástico. Para a montagem destas peças é necessária uma chave estriada especial e pode ser difícil enroscar a peça de plástico. Confesso que tive algumas dificuldades para o fazer, mas acabei por conseguir e o resultado final foi ótimo, podendo pedalar agora sem sentir qualquer folga no eixo e com a roda pedaleira girando a direito, sem os “zigue-zagues” provocados pelas folgas no sistema
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários :

  1. olá em busca de como congelar favas acabei por vir dar neste antinho bem interessante e simpatico mas não enconto o que procurava no entanto tem informação bem interessante voltarei para ler com calma para já fica nos meus favoritos....fique bem e em paz. Eu sou Jorge.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jorge. Obrigado pela visita e pelo comentário.
      Espero que volte muitas vezes e que se sinta bem por cá. Como disse e, modéstia à parte, este cantinho tem informação muito interessante, variada e toda ela bem original e credível.
      Um abraço.

      Excluir