Plantar couves galegas e semear favas

Esta couve tem 2,5 de altura e já
produziu 102 folhas.
A variedade de couve de folhas também conhecida como couve galega e outras designações (na minha terra são mais conhecidas como couves serranas), são das couves mais resistentes que existem.

Normalmente as couves são semeadas em viveiro e mais tarde plantadas em qualquer canto do quintal ou da chácara. As couves de folhas são muito utilizadas na famosa sopa designada por caldo verde, mas também são um produto indispensável na alimentação dos animais de criação, sejam galinhas, porcos, cabras ou até animais de maior porte. Por isso quem cria animais tem forçosamente que plantar couves de folhas.

Na minha chácara tenho sempre destas couves para ajuda à alimentação das galinhas e antes de uma plantação terminar o seu ciclo de vida, faço uma nova para ter sempre couves frescas. No entanto no último verão, por causa da seca, as minhas couves estiveram quase secas, mas com as primeiras chuvas de Outono elas rejuvenesceram e estão novamente a produzir folhas em abundância.

Normalmente as couves começam a espigar, anunciando o fim do seu ciclo de vida, ano e meio ou dois anos após terem sido plantadas, mas há algumas que teimam em continuar mais algum tempo a produzir folhas, chegando a atingir uma grande altura que pode, em casos raros, atingir cinco metros ou mesmo mais. Na minha chácara algumas das couves da penúltima plantação teimaram em não grelar estando ainda a dar folhas e, entre elas destaca-se uma que está mais alta de que as restante sobreviventes. Não está muito alta ainda, mede apenas dois metros e meio, mas até agora já produziu 102 folhas, contadas pelos nódulos ou cicatrizes que se encontram no tronco. Quando esta couve grelar vou aproveitar as sementes para semear em viveiro, pois quem sabe se as descendentes também não irão ser da mesma qualidade?...

As couves mais altas, que estão ao fundo, são sobreviventes da plantação anterior.

De resto utilizo sempre as minhas sementes de couves de folhas e de outras couves para colocar na terra, porque a germinação está garantida e a qualidade também…

Nesta altura tenho um alfobre de couves de folhas em desenvolvimento para fazer mais uma plantação. Lancei as sementes à terra quando caíram as primeiras chuvas de Outono, tendo nessa altura semeado também um nabal. O verde veio substituir o castanho da terra ressequida, que estava completamente em pó quando a preparei para a sementeira.

Está também na altura de semear favas e, apesar de já ter publicado no blog alguns posts a falar desse tipo de sementeira, volto ao assunto porque, desta vez, utilizei um outro método de fazer esse trabalho. Esse método de semear favas é usado quando a terra foi cultivada recentemente, por exemplo depois de lá  terem sido tiradas batatas ou milho e as ervas ainda não estão muito crescidas e, também, em épocas de muita chuva, quando a terra está pesada e por isso difícil de cavar.

Também é um método muito bom para quem não quer ter muito trabalho com esse tipo de sementeira, porque as favas não exigem grandes cuidados, pois germinam bem de qualquer maneira e sempre se poupa algum esforço.

Então o método é o seguinte: Começa-se por marcar um lote com cerca de um metro e meio de largura, sendo que o comprimento depende do espaço e da quantidade de favas que se quer semear. Os regos irão ser abertos à volta desse lote e por isso rapam-se as ervas num espaço de 30 ou 40 cm, para o interior do lote. Se nesse espaço, que foi reservado para a colocação das favas as ervas estiverem muito altas, convém dar uma cavadela nelas para as acamar. Depois colocam-se as sementes na terra, em fileiras espaçadas por cerca de 20 cm e de seguida abrem-se os regos à volta do lote, espalhando a terra que sai dos regos por cima das favas, de modo a que as favas e a erva fiquem cobertas com uma pequena camada de terra. Os regos têm que ficar com uma profundidade maior do que é normal, precisamente para que se extraia de lá terra suficiente para cobrir totalmente as favas e as ervas do lote.

Colocando as favas na terra.

Abrindo os regos e cobrindo a sementeira com a terra extraída.  

Sementeira de favas concluída.

Comentários