O CASTELO DE GERMANELO

Painel informativo à entrada da estrada de acesso ao castelo
Hoje fui ao castelo de Germanelo. Vou lá imensas vezes, pois é um óptimo sítio para ser visitado de bicicleta, podendo-se subir o monte e andar por ali praticando BTT, pois existem vários percursos em redor do castelo muito bons para a prática desse desporto. Para quem não saiba o castelo de Germanelo fica no concelho de Penela, bem perto da vila do Rabaçal, famosa pelos seus queijos.

Há uns meses atrás, publiquei no “Meio Século” um artigo com o título: O Monte Jerumelo, mas sempre achei que esse artigo estava incompleto, se não falasse também no Monte Melo, pois estes dois montes, separados por curta distância, estão ligados por uma curiosa e engraçada lenda sobre dois irmãos, ferreiros de profissão, que habitavam cada um em seu monte. Já falei sobre essa lenda no artigo anterior, quando visitei a “habitação” do Jerumelo.

Desta vez não escutei a voz de nenhum dos dois irmãos a pedir o martelo, no entanto pude verificar que no cimo do monte, para além da muralha do castelo e do marco geodésico, existem dois poços, um mais profundo construído em pedra e outro de pouca profundidade, apenas escavado na terra, onde penso que terá funcionado a forja do ferreiro Melo.

Há pouco tempo atrás foram feitas importantes melhorias na zona do castelo e ao redor do monte com o arranjo dos caminhos de acesso ao castelo e de diversos percursos pedestres que se encontram assinalados com diversas placas em madeira. Também foram colocados alguns painéis informativos; um à entrada da estrada principal de acesso ao monte, sobre restaurantes e sítios para dormir, outro no início da subida para o castelo, descrevendo a fauna e a flora do monte. No interior da muralha do castelo existem dois desses painéis, mas de um, infelizmente, já só resta a madeira, tendo desaparecido a informação que continha. O outro tem, entra outras coisas, a lenda dos ferreiros e alguns dizeres sobre a história do Rabaçal.

Entretanto os caminhos de acesso ao castelo, devido às fortes chuvadas do último inverno estão, em alguns sítios, já bastante danificados, apesar de terem sido reforçados com barras de ferro, para evitar o deslizamento do tout venant.

Para quem gosta de desporto-aventura e contacto com a natureza esta é uma região de excelência. Os montes irmãos Melo e Jerumelo, unidos pela lenda, têm também em comum a beleza das paisagens e a mesma envolvência mística.

A muralha do castelo

O interior da muralha
Placa indicativa de percurso

Zona de descanso ou parque de merendas
O lado sul do monte

Comentários