CONSIDERAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


Criei este blogue numa altura em que andava empolgado com o relato das minhas memórias sobre aprendizagens e experiências adquiridas em meio século de existência. Os meus conhecimentos sobre blogues eram completamente nulos, tendo-me lançado nesta aventura completamente ao sabor do acaso e tendo apenas como finalidade a partilha desinteressada dos alguns (poucos) conhecimentos experiências adquiridas em meio profissional e pessoal, meios esses que nada tinham a ver com as novas tecnologias de informação e comunicação.

No entanto, graças ao blogue tenho vindo, aos poucos, a ganhar também alguma experiência neste campo e, infelizmente, a notar que alguns blogues e outras fontes de informação existem apenas tendo em vista, mais o propósito de obtenção de lucros, sendo apenas o serviço ou a ajuda que prestam aos leitores, um meio de ganhar dinheiro.

Não tenho nada contra quem quer ganhar dinheiro na Internet, aliás eu também o procuro agora fazer, através de anúncios do Google, no entanto fazer o aproveitamento do trabalho alheio para esse fim é que eu acho uma atitude condenável.

Foi por isso que fiquei bastante indignado quando encontrei um blog que copiou um artigo do “Meio Século” que relata a construção de um pequeno gerador eólico, tudo da minha autoria e completamente original, para fins meramente comerciais, assunto de que já falei em “Copiar o Trabalho dos Outros”. Desse facto tive conhecimento apenas por mero acaso, tendo entrado em contacto com o administrador do dito blog e acabado por concordar, com a manutenção do artigo, desde que deixasse bem clara a autoria do mesmo.

Recentemente fui alertado por um amigo para uma foto publicada como ilustração de uma notícia publicada no jornal Correio da Manhã.

Esse artigo fala sobre atos de roubo e vandalismo que têm ocorrido nas instalações da Marinha, em Vila Franca de Xira, e a foto que o ilustra foi copiada do meu artigo “O Fim do Grupo nº 1 de Escolas da Armada”. Não teria nada a opor nem sequer me importaria com o facto e até me sentiria honrado se fosse indicada a fonte da autoria da foto. O pior é que em vez dessa indicação a imagem é apontada como tendo os direitos reservados?!!!

Artigo do Jornal "Correio da Manhã" de 23 de Dezembro de 2011. A legenda vertical junto à foto, parece  indicar a mesma como tendo os direitos autorais reservados, mas a verdade é que ela foi copiada sem autorização deste blogue, uma vez que se trata da mesma foto que se encontra abaixo, como pode ser comprovado pelos automóveis que, no momento da captação da imagem, circulavam na estrada. 

A minha foto que tirei em 19 de Julho de 2009, quando fiz uma visita ao local e que publiquei  no
artigo deste blogue "O Fim do Grupo nº 1 de Escolas da Armada".
Como é que uma foto que foi copiada de um blogue sem autorização pode ser publicada num jornal, ficando o dito com os direitos da foto reservados?! Isto é algo que ultrapassa a minha compreensão e, afinal, verifico que ainda tenho muito que aprender sobre Internet e direitos autorais.

Também é verdade que eu próprio às vezes publico fotos que não são minhas sem indicar a fonte, mas isto apenas quando não me é possível saber com exatidão quem é o autor dessas fotos e unicamente quando não posso obtê-las por outra forma como, por exemplo, quando quero ilustrar artigos que relatam experiências do passado e não possuo imagens dessa época relacionadas com o assunto. No entanto nunca me passaria pela cabeça apontar essas fotos como tendo os direitos reservados e, de resto, elas são em número muito reduzido, quando comparado com as imagens que publico da minha autoria, muitas delas captadas à custa de deslocações e de muito trabalho de pesquisa.

Isto é apenas um desabafo porque tenho plena consciência de que os trabalhos que publico na Internet são para todos verem e copiarem se assim o desejarem, mas no caso de republicação noutros sites ou blogues deve ser indicada a fonte, ou seja a indicação da autoria com um link para este blog, ou o endereço do blog no caso de publicações escritas como o Jornal Correio da Manhã deveria ter feito em vez de colocar lá uma legenda apontando a foto como tendo os direitos reservados.

E já agora, eu que não percebo nada de jornalismo, atrevo-me a dizer que o Correio da Manhã bem poderia ter mandado alguém ao local para obter uma foto atual do edifício, uma vez que aquela imagem foi captada em julho de 2009 e, entretanto, já algumas coisas mudaram como por exemplo a inscrição com o nome da Unidade Militar no depósito da água, que foi coberta com tinta, talvez para acabar mais depressa com os vestígios da ligação daquele edifício à Marinha.

Enfim, a noticia mostra o desprezo a que foram votadas aquelas instalações, onde durante largas dezenas de anos muitos jovens iniciaram a aprendizagem militar e a aventura de servir a Marinha e a Pátria.

Podem roubar e destruir; podem até arrasar aqueles edifícios, que uma coisa não vão conseguir apagar: a ligação sentimental daquele local a muitos milhares de marinheiros e ex marinheiros entre os quais, com orgulho, me incluo e que um dia ali chegaram, de olhar brilhante e irrequieto, ávidos de conhecimento e descoberta, carregados de sonhos e esperança no futuro!

Artigos relacionados:
O Fim do Grupo nº1 de Escolas da Armada
Copiar o Trabalho dos Outros 
Conteúdo Original

Comentários

  1. Sempre que detecto a utilização abusiva de qualquer conteúdo da minha autoria, reclamo perante o abusador. Normalmente reagem bem. Mas, tratando-se de jornais ou outros "media", não há qualquer tipo de resposta: a regra é a sobranceria. Fazem o que lhes apetece e ainda lhes sobra tempo.
    De notar que já é possível utilizar o Google para fazer pesquisa por imagens, uma ferramenta que, se não tem 100% de eficácia, já consegue localizar bastante bem as imagens copiadas.
    Pela minha parte, não tenho problemas em que usem as minhas imagens, mas com a indicação "Foto de Fulano". Tratando-se de uma mera ilustração, não faço questão da referência, mas oponho-me terminantemente à usurpação dos direitos de autoria, como essa que fez o Correio da Manhã.

    ResponderExcluir
  2. Considero ridícula aquela legenda vertical dizendo "Direitos Reservados", quando se trata, de facto, de usurpação. É por estas e por outras, que às vezes, me apetece acabar com o blogue.

    ResponderExcluir
  3. Esse assunto sempre gera polemica e dores de cabeça , não é amigo? lembra como nos conhecemos?...Mas, voce esta absolutamente certo, é direto reservado seu e, infelizmente eu estou certa... internet é quase uma terra de ninguém!
    Falta respeito mas, voce sabe que por lei existem direitos e acho mesmo que voce deve ir em busca dos seus!
    Sou fã desse seu trabalho de pesquisa em campo para escrever seus artigos, já falei isso para voce, é um dom que voce possui e não deve desistir do blog , porque através dele voce expressa o seu dom.
    Grande beijo e força!

    Cintia

    ResponderExcluir

Postar um comentário