Sistema de aproveitamento de águas da chuva para regas

Nesta foto é possível ver o primeiro reservatório e também as bombasde corda
  e ainda o depósito de 1.000 litros colocado num ponto mais elevado.

Tenho vindo a fazer algumas alterações no meu sistema de aproveitamento de águas da chuva para regas, no sentido de aumentar a capacidade de armazenamento, melhorar a captação de água e tornar mais fáceis as regas, tentando que a irrigação se faça na totalidade por gravidade. Com as modificações que fiz é possível agora fazer com que dois terços da água armazenada saia dos tanques e regue a horta e as árvores através da força da gravidade, sem utilizar qualquer tipo de energia. O volume de água restante de cerca de um terço, é elevada, através da bomba de corda a pedal que construí, para depósitos de plástico, situados a um nível superior.

O reservatório mais recente com capacidade para 8.500 litros.

O melhoramento mais importante foi a construção de um novo tanque com capacidade para 8.500 litros de água o que fez subir a capacidade total de armazenamento para cerca de 30.000 litros. Este novo tanque foi construído onde antes era um pequeno lago para patos, o que dispensou a construção de uma fundação, uma vez que o lago tinha sido feito em concreto armado e por isso pude fazer as paredes do tanque em cima das paredes, ou bordo do lago, sem problemas.

Este sistema de aproveitamento tem agora quatro reservatórios, estando todos ligados entre si o que permite um certo automatismo no modo de fazer as regas, que é mais ou menos assim:

O tanque maior com capacidade para 15.000 litros. Os dois tubos horizontais servem
 para ligar as duas paredes mais compridas, reforçando a segurança da estrutura.

O tanque maior que é de 15.000 litros está ligado, através de um tubo subterrâneo, ao tanque de 8.500 litros. Estes tanques foram construídos ao mesmo nível e no tanque de 8.500 litros, que foi o último a ser construído, apliquei, um pouco acima do nível do terreno, uma boca de rega de duas polegadas onde irá ser aplicada uma mangueira também de duas polegadas que transportará a água até às culturas. A água irá saindo dos dois tanques simultaneamente, graças ao tubo que os liga e quando a água atingir um nível em que já não será possível a rega por gravidade, pois ainda restam cerca de 30 cm de espaço abaixo da boca de rega, a água irá sair por um tubo instalado no fundo do tanque maior e irá escoar para um reservatório redondo que é um pouco mais fundo do que todos os outros e tem capacidade para 4.000 litros. Nesse reservatório fiz a instalação de duas bombas de corda que fazem a bombagem da água restante para um reservatório de 1.000 litros, instalado a cerca de cinco metros de altura e de onde depois essa água sairá também, através da gravidade, claro, para regar o terreno.

Este é o depósito construído ao nível mais inferior e para onde é
 encaminhada a água de todos os restantes reservatórios.

O sistema tem ainda um quarto depósito (primeira foto) com cerca de 1.500 litros de capacidade que, quando está cheio, transfere a água para o reservatório mais fundo. Este depósito é um pequeno poço decorado com pedras de xisto e que se destina também a embelezar o local.

Fiz um vídeo para ajudar a explicar o funcionamento do sistema…




Artigos relacionados

CONSTRUÇÃO DE UM TANQUE PARA ÁGUAS PLUVIAIS
O sistema de aproveitamento de águas pluviais da minha chácara conta agora com um novo depósito com capacidade para 8.500 litros. A área de captação que inclui os telhados de todas as pequenas construções da chácara é de apenas cerca de 60 metros quadrados, a que se somam mais cerca de 20 m2 que correspondem à própria área dos tanque abertos... 
Quero ler o artigo

COMO CONSTRUIR UMA PEQUENINA CHÁCARA, SUSTENTÁVEL E BARATA
Neste post o autor do blog descreve assim a sua chácara:
A minha pequenina chácara é um local onde dei largas à imaginação e levei a cabo alguns dos meus mais interessantes projetos caseiros. Naquele terreno, que tem uma área de apenas 800 m2, para além das culturas agrícolas, das árvores de fruto ou dos animais de criação que ali mantenho; construí uma pequena casa de pedra, alguns barracões, reservatórios para recolha de água da chuva, capoeiras e uma bonita cabana de troncos, idêntica às que eram, outrora, construídas pelos colonos, nos Estados Unidos da América...   Quero ler o artigo
TALVEZ GOSTE TAMBÉM DE...

Comentários